Uber enfrenta ações trabalhistas de motoristas e entra na mira do MPT

Uber enfrenta ações trabalhistas de motoristas e entra na mira do MPT


Uber enfrenta investidas na Justiça do Trabalho e investigações do Ministério Público do Trabalho que questionam a empresa por não arcar com direitos trabalhistas de motoristas, como folga e 13º salário. Em uma frente, motoristas movem ações trabalhistas em São Paulo e Belo Horizonte. Em outra, promotores públicos abriram inquéritos na capital paulista, no Rio e em Brasília. São iniciativas independentes que questionam a posição da Uber. A empresa afirma que os motoristas são os contratantes, não funcionários.

Fonte: G1